Fundação Municipal de Cultura Prefeitura de Belo Horizonte

TEMPORADA FAN 2016 – NEGRITUDE EM FOCO

de outubro a dezembro de 2016

Oficinas

 

Em 2017, teremos oficinas na programação do FAN. Não perca!

 

 

 

DANÇA

OFICINA DE DANÇA AFRO

Dirigida a dançarinos, atores , iniciantes ou pessoas com alguma experiência em dança. Os participantes vão enfrentar um trabalho vigoroso, direcionado para o realinhamento postural, o incremento da força muscular, da resistência física e do condicionamento corporal, ao mesmo tempo em que entrarão em contato com os elementos da cultura africana.

A oficina tem como objetivo estudar a dança afro na sua origem e respectiva história,possibilitando o aluno a ampliar seu vocabulário corporal e mental,através de movimentações e exercícios básicos,como também o treinamento corporal fundamentado na cinesiologia,e anatomia do movimento relacionado aos elementos da natureza..

Estabelecer um diálogo entre professor e aluno e músicos invocando a relação corpo -som-movimento.

O  objetivo principal será o de conscientizar o aluno das suas origens,afim deles  conhecer e valorizar a sua própria cultura.

Data : 26, 27 e 28 /11 (qui, sex, sab)

Horário: 09h às 12h

Local: Sala Multiuso – 4º andar do SESC Palladium

Carga horária total: 09 horas

Ministrantes:

Nildinha Fonseca – Iniciou seus estudos no SESC (Serviço Social do Comércio) onde participou dos espetáculos realizados no teatro de arena do SESC/SENAC, onde após alguns anos veio a ser professora na entidade SESC.

Formada e pós-graduada pela Universidade Federal da Bahia nos cursos de Licenciatura em Dança e Dançarina profissional, com especializações em dança.

Integrante do Bale Folclórico da Bahia desde a sua primeira formação, onde exerce as funções de Professora, Assistente de Direção, Dançarina e Coreógrafa.

Professora da Escola de Dança da Fundação Cultural do Estado.

Professora e Coreógrafa dos cursos livres e de Verão do Teatro Vila Velha.

Coreógrafa e Dançarina de Daniela Mercury.

Coreógrafa e Dançarina dos projetos de Carlinhos Brown (Sarau do Brown e Camarote andante)

Pré-requisitos: Dançarinos, atores, iniciantes ou pessoas com alguma experiência em dança.

Faixa etária: A partir de 12 anos

Número de vagas: 15 pessoas

Observações: os participantes devem vestir roupas confortáveis para o curso (como malhas, camisetas), evitando roupas quentes e que impossibilitem ou dificultem movimentos amplos, como calças jeans.

Dramaturgia

Oficina de Dramaturgia: Autoralidade Negra

Esse encontro propõe estimular a escrita criativa para o teatro, abordando através da dramaturgia, questões relacionadas à autoralidade negra. O objetivo é ampliar e aprofundar nossas pesquisas em torno de questões relacionadas às temáticas raciais galgando possibilidades para a construção de uma poética que reconfigure materialmente e simbolicamente, o território do comum.

Data : 26,27 e 28/11

Horário : 09h às 12h

Local : Teatro Marília

Carga horária total: 9 horas

Ministrantes:

 

Anderson Feliciano é performancer e dramaturgo. Desde 2007 vem desenvolvendo projetos focados nas questões raciais e de gênero. É autor dos livros infantis “A Verdadeira História do Saci Pererê” (2009) e “Era Uma Vez em Pasárgada” (2011). Foi vencedor do Primeiro Prêmio de estímulo a novos dramaturgos promovido pelo Clube de Leitura (Belo Horizonte – 2011) com o texto “Pequenas Histórias de trocas de pernas, peles e olhos nos seus arroubos e arredores” e ainda teve o texto “Antes que Aconteça Muita coisa Pode Acontecer” selecionado para uma leitura dramática no concurso promovido pelo projeto Negro Olhar (Rio de Janeiro – 2011). já escreveu textos dramáticos para companhias de Brasil, Chile e Argentina. Como performancer há participados de festivais por vários países da América Latina.

Grace Passô: é dramaturga mineira, diretora e atriz que trabalha em parceria com diversas companhias e artistas brasileiros. Dirige grupos, escolas e artistas como o LUME (Campinas), EAD/USP, Grupo3 (SP) e Espanca (BH). Possui 4 volumes publicados pela Editora Cobogó, com sua produção dramatúrgica reunida na Coleção Espanca. Foi dramaturga e diretora de “Árvore do Esquecimento”, projeto do Festival de Arte Negra de Belo Horizonte e integrou o espetáculo “France du Bresil, onde reunia atores franco-africanos, sob a direção de Eva Doumbia. Foi uma das cinco dramaturgas convidadas para representar o Brasil na Feira Literária de Frankfurt de 2013 e palestrante e convidada pelo Projeto Dramaturgia de Melanina Acentuada de 2014. Criou “O Berro”, projeto que se consistia na criação de uma obra cênica, onde os artistas (atores, dramaturgos e músicos) pesquisaram a encenação teatral através das sonoridades do hip hop.

Pré-requisitos

Público alvo : Artistas interessados na escrita dramatúrgica negra.

Faixa etária : A partir de 17 anos

Número de vagas : até 15 pessoas

Observações : Inscrição via carta de intenção e breve apresentação via email.